terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Literatura artística e pintura literária!


«Ninguém pensa senão em mulheres e homens»
(Pintura de Carmo Romão, 1998)



«Ninguém pensa senão em mulheres e homens, a totalidade do dia é um trâmite que se detém num dado momento para permitir pensar neles, o propósito da cessação do trabalho ou do estudo não é senão começar a pensar neles, mesmo quando estamos com eles pensamos neles, pelo menos eu. Os parênteses não são eles, mas as aulas e as investigações, as leituras e os escritos, as conferências e as cerimónias, as ceias e as reuniões, as finanças e as politiquices, a globalidade daquilo que consideramos ser aqui a actividade.»

(in Marías, Javier. Todas as Almas. Quetzal Editores)

3 comentários:

Nuno disse...

Lindo quadro! Lindo texto! Este post rejubila uma beleza interior infindável. Gostei muito

bijagós disse...

Como eu estou de acordo com o Javier Marías! O que pode haver de mais apaixonante do que mulheres e homens?

Rita disse...

Já diz o Caetano (Veloso, entenda-se!) «gente linda brilhando estrelas na noite»...acho que é mais ou menos assim, não?! Não há nada de mais apaixonante!!