terça-feira, 3 de julho de 2007

Num tempo que é dele

«Deixemos isso. Já percebeste com que dificuldade me equilibro em idade de balanços, nada melhor do que procurar refúgio na tua, ainda gulosa de baloiços».


O Tempo dos Espelhos, Júlio Machado Vaz, Texto Editores.



É o que estou a ler e aconselho!

2 comentários:

bikini disse...

balanço e baloiço, o balanço é bom, o suave das ondas mas o baloiço! é mesmo aquilo de andar no ar, para cá e para lá,naquele tempo que não é tempo que é o da infância.

Amora Branca disse...

Eu quando era miúda o baloiço era a minha diversão favorita do parque infantil...