quarta-feira, 19 de março de 2008

Pai


Nunca liguei muito ao dia do Pai, mas...


Hoje sinto-me feliz.

9 comentários:

Tiago Serpa disse...

O teu pai tinha que te agarrar para nao fugires.

bikini disse...

par um filho "fugidor" está um pai...
Acabem lá, que isto deve ser matemática!

Carambesi disse...

Até parece... mas o espírito do meu pai, tão aberto, tão capaz de compreender, permitiu-me encarar a vida de uma forma em que os braços e as mãos não impedem, sugerem, fomentam a descoberta e a, tal, desconcertância tão necessária à minha sobrevivência.

astracan disse...

... há uma teoria, uma visão da vida, que acredita serem os filhos a escolherem os pais. Pelos vistos, e sendo verdade, escolheste bem. Parabéns!

Beat disse...

não sei se o escolhi
nem se o posso voltar a escolher
quero senti-lo sempre perto
mais perto mais perto
e para sempre...

Beat disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Faço minhas as palavras da minha irmã mais velha.
Meu Pai, meu amigo... Todos os dias reforço esta certeza.
São poucas as pessoas que têm a possibilidade que eu tenho de sentir esta proximidade, compreensão, preocupação, ajuda...Tudo...AMOR.
"Sinto-me Feliz"

Jindungo disse...

bela linhagem.

Varge Mondar disse...

Mas que família...
Os espaços são tão grandes que não se consegue sentir em todos os segundos do dia, o que, de repente, se abate sobre nós em catadupas de felicidade e... medo, medo de a perder.