terça-feira, 23 de setembro de 2008

Qual o meu título? Quem me pintou?



Ah então foi assim! Já desconfiava…
Estava o homem descansadinho no jardim a conviver inocentemente com os animais e as plantas quando Deus apresenta-lhe aquilo que viria mudar o seu mundo –A MULHER!
Naturalmente, o homem ergue-se ligeiramente tenso para observar enquanto ela tímida e como que obrigada, já como rato para gato, ajoalhada mas pouco curiosa, ouvindo antes de ver, o que seria o seu casamento perpétuo – O HOMEM!

6 comentários:

Candimba disse...

É um detalhe de uma pintura muito conhecida.

Amora Branca disse...

Sei que é Hieronymus Bosch mas o título não me passa... talvez o Paraíso?!

bikini disse...

à noiva falta-lhe o vestido branco e o véu (de virgem),talvez lhe arrancasse um sorriso,o noivo está muito sereno,Deus de cor de rosa e a raposa com um bicho na boca toda consolada,falta-me o resto da assistência que sei lá está. E o que se passará para além daquelas árvores?(se eu lá estivesse era para onde iria)
A este pormenor dar-lhe-ia o nome pouco poético de "Negociações"

Al Kantara disse...

Tríptico "O Jardim das delícias", painel lateral esquerdo chamado "A criação do Paraíso" ou "Jardim do Éden" do lisérgico Hieronimus Bosch, pintado por volta de 1510. No Museu do Prado pode ver o original em tamanho natural : mais de 2 metros de altura por 4 metros de comprimento. É obra !...

PS - Isto com o Google é tão mais fácil fazer figura...

bikini disse...

essa é a visão do google e qual é a tua Al Kantara? Jardim das Delícias? Será?

Al Kantara disse...

Se o senhor todo vestido não estivesse a dar instruções precisas ao casal, explicando-lhes tim tim por tim tim o que poderiam ou não fazer sem o ofender (ao senhor todo vestido...), talvez as coisas pudessem ser mesmo uma delícia. Assim, com aquela indicação de "come fruta menos maçãs que faz azia", tudo se estragou em pouco tempo. É por isso que eu sou contra dietas rigorosas...