segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

O que é que significa esta frase?


Já ouvi várias intrepretações
desta frase.
Qual é a vossa?

5 comentários:

mips disse...

Com umas colheres de fé a frase faz mais sentido. Depois, sao os momentos de colera em que nao estamos ligados a nada, fora de alcance de qualquer mensagem vinda do exterior. A pergunta, resume-se ao classico - porque é que deus nao ajuda quando mais preciso?

Jindungo disse...

E porque a colera nos tolda a visão, ora poiz.. e se calhar porque a colera as vezes tb tem lugar... valha-nos a vesícula, ha momentos pra tudo, caramba! :-))

bikini disse...

pois,aquela do "nunca perceberei porque é que" é que introduz o tom,
realmente se começarmos qualquer frase com esta expressão acabam por surgir coisas giras "nunca perceberei porque é que vou jantar.." ou nunca perceberei
porque é que amanhã vai chover"
A propósito, este blog está com um problema,não estamos a conseguir postar, espero que se resolva rápidamente. Nunca perceberei porque é que vos agradeço terem comentado!

Jaime d´Carvalho disse...

Já agora opino também...
Em primeiro lugar acho que é apenas uma pergunta retórica de José Saraiva, incentivando a auto-sugestão.
Caso não seja essa a intenção, comento-a da seguinte forma: São os feitos de uma sociedade enraizada no teocraticismo, com centro num ser supremo. Se a cólera do homem for alheada a este, também ela será suprema e justificada, cegamente.
Na minha opinião, resume-se a uma fácil analogia entre dois extremos.

Abraços

bijagós disse...

Parece-me que o Saraiva lamenta a sua falta de fé. Ou seja, aquilo que lhe permitiria acreditar no envolvimento de Deus. Ele recusa-se a aceitar que não haja essa ligação Deus/Homem, mas, por outro lado, luta com a falta da fé que, existindo, apagaria da sua boca o:"nunca perceberei porque é que..."