quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

O que aprendi sobre Salazar na TV

Que ele era um bocado
maroto,

"Se um dia tivesse uma
filha gostava que
tivesse as suas
bochechas!"








"tolices..."

que ele tinha amigas
que frequentavam
ambientes muito
sofisticados,




que elas eram muito
boémias e extravagantes
(não percam o pé)





muito arrojadas e
originais
(isto não é fácil)




e marotas também,
(o pé muito elegante)






que ainda assim
recebem
notícias importantes:
"Sra D. Maria Emília
o Sr Presidente sofreu
um acidente!"
(o pé tinha que sair de cena)







que ele sabia
pintar unhas
e até tinha
jeitinho,








e que afinal
era um homem
muito só!

2 comentários:

bijagós disse...

Pelo (pouquíssimo) que consegui aguentar ver desta magnífica mini-série, parece-me que conseguiste fazer um resumo perfeito daquilo que mais importante nos foi transmitido. Sobretudo a sequência do pé!... Sem ela, que ideia poderíamos ter do saudoso estadista? Os meus parabéns, bikini.

Al Kantara disse...

Este salazar nunca me enganou. Era um grande manganão com umas amigas frescas. E fumar pelo pé de amiga não fará mal à saúde ?...

PS - Acho que o Botas teve realizador à altura da mediocridade e do ridículo...