quinta-feira, 25 de junho de 2009

Manuel Furtado dos Santos na Galeria Sopro

A Galeria Sopro - Projecto de Arte Contemporânea apresenta, a partir do dia 25 de Junho, a mais recente exposição do artista plástico Manuel Furtado dos Santos intitulada PÓS.
Uma viagem por várias cidades da Índia, entre Agosto e Dezembro de 2008, constitui a base do projecto expositivo agora proposto por MFS.
Nesta mostra, através do recurso à assemblagem e fotografia, é explorado o momento imediatamente após o acidente enquanto “milagre invertido”. Uma paragem ilusória do tempo que permite uma nova perspectiva espacial e temporal sobre esse mesmo tempo.
É aqui assumido o desafio de começar um “museu de acidentes” cuja colecção é criada com alguns desastres menores de automóveis. De uma forma geral o carro representa o século XX, a produção em série, o objecto central de desejo, o fetiche e a afirmação social.
O título da exposição refere-se ao século XXI, que insiste em se anunciar, mas que tarda em sair da sombra do anterior, assim como os paradigmas culturais, sociais e artísticos.
O conjunto dos trabalhos apresentados pretende “usar” tensões globais para explorar problemas intrínsecos à produção artística, encerrando em cada imagem e composição a vivência de um flâneur e o paradoxo de uma civilização.
Inauguração hoje das 19 às 22 horas na Galeria Sopro na Rua das Fontainhas (em Alcântara).

domingo, 21 de junho de 2009

Encontros MAPA 4 no bar Os Raposos


Com a banda
Xico Zé Ensemble
Xico Zé viola baixo
Franco Chirife piano
João Pinheiro bateria
Músicos convidados:
António Monteiro (Manecas)
João Paulo Oliveira
Joe Vidigal
Luis Queiroz guitarras
Jorge Pinheiro
Manuel Pinheiro percussão
Cantores convidados:
Isabel Montellano
Inês Furtado
Joana Montellano
Maria Morbey
Paulo Viana
Rodrigo Montellano
vamos ver como vai
correr isto!




Maria Morbey










Joana Montellano




















Inês Furtado e
Maria Morbey







Joe Vidigal
Joana Montellano
Rodrigo Montellano











Joe Vidigal
Inês Furtado
Franco Chirife no piano









Manuel Pinheiro
João Pinheiro
Jorge Pinheiro na percussão















Rodrigo Montellano dedicou
uma música ao seu pai Fernando
























João Paulo Oliveira
na guitarra
Franco e Rodrigo














Fernando e Rodrigo
















Cris e Joe dançaram
tão bem que toda a gente
quis ir aprender a dançar
como eles





























Isabel Montellano




















Paulo Viana














Manuel Bolinhas leu
um texto de sua autoria.






























Inês Furtado










































































































Não deu trabalho nenhum!













fotos de CR

terça-feira, 16 de junho de 2009

Encontros MAPA 4

Cartaz de Carmo R

No próximo sábado, Encontros MAPA 4 : O trio residente Xico Zé Ensemble convida cinco músicos e seis cantores numa viagem musical verdadeiramente imperdível no bar "Os Raposos" entre Paço de Arcos e Caxias. A partir das 21h30. Contamos convosco.
PS - Para ver melhor o cartaz e o mapa, clique nas imagens.


sábado, 13 de junho de 2009

Festas de Oeiras Dueto no Jardim









Instrumentais de Bossa Nova
pelo Dueto de Guitarra
de João Paulo Oliveira e
André Serpa.






























parabéns e...










à vossa!















Sim, correu tudo bem!

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Dueto de guitarras no Jardim...


Dia 13 de Junho das 20h às 21h
no Jardim de Oeiras
Apareçam e batam palminhas.

Dueto Tons d'Alma na Malaposta




Tons d´Alma
Sexta-feira 12 de Junho no Auditório do Centro Cultural da Malaposta ás 21h30.
mais informações

terça-feira, 9 de junho de 2009

Exposição - "Colecção Marionetas de Lisboa"



Inserida no II Encontro de Marionetas de Montemor-o-novo, que se realiza de 9 a 14 de Junho de 2009, inaugura-se amanhã dia 10 de Junho pelas 18h a exposição "Colecção Marionetas de Lisboa" na Galeria Municipal de Montemor-o-Novo.

A Associação Cultural Marionetas de Lisboa foi fundada em 1985 por um grupo de actores, dramaturgos e artistas plásticos com o objectivo de investigar o fenómeno da arte da marioneta, aliando às diligências de recuperação da arte da marioneta tradicional, a pesquisa de novas formas estéticas.

No âmbito das iniciativas complementares, propõe-se a realização de uma exposição de marionetas da colecção das Marioneta de Lisboa, na Galeria Municipal, permitindo ao público aceder a uma perspectiva panorâmica das varias técnicas e formas de abordar esta arte


Galeria Municipal | de 10 Junho a 03 Julho
Abertura dia 10 Junho 18:30 h
Terça a sexta 10:00/12:00 e 15:00/18:00
Sábados 15:00/18:00

POINTE TO POINT - 6º Encontro de Dança Ásia-Europa


A 6ª edição do Pointe to Point decorre de 12 a 27 de Junho, em Lisboa. Durante duas semanas, os 19 artistas seleccionados, oriundos de países Asiáticos e Europeus, centram-se na criação de um terreno de exploração da dança contemporânea e outras artes, no trabalho dramatúrgico e na colaboração internacional. Fomentam-se experiências, descobertas e questionamentos sobre o Mundo contemporâneo, e criam-se condições para o desenvolvimento de colaborações que possam surgir no âmbito deste projecto.

A iniciar o encontro e em resposta a um desafio lançado pela organização, os artistas apresentam publicamente em diferentes espaços do Museu do Oriente, nos dias 13 e 14 de Junho, das 16.00 às 23.00, um diverso e intenso rol de propostas artísticas: instalações, performances, projecções de vídeo, espectáculos e palestras.

+ info e programa www.alkantara.pt

POINTE TO POINT//6º ENCONTRO DE DANÇA ÁSIA-EUROPA

13 e 14 Junho

Instalações, performances, vídeos, espectáculos, palestras

Vários artistas

Auditório, Foyer e Salão Macau

16.00-23.00

Entrada livre no limite dos lugares disponíveis e mediante levantamento prévio de bilhete na bilheteira do Museu do Oriente e no próprio dia a partir das 10.00 (não se aceitam reservas)

M/12

Co-produção: alkantara festival/Fundação Oriente

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Fatal09'- Pintura em Cena


obras de Lucas Almeida e Carmo Romão


Oito pintores com diferentes percursos e linguagens reinventaram os seus próprios teatros: tendo como referência fotografias de peças que passaram em anteriores edições do FATAL, os artistas integraram na atmosfera e no vocabulário próprio de cada um, os elementos com que mais se identificaram.


a montagem


Associando-se ao FATAL - Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa, a MAPA – Associação Cultural cumpre com esta exposição alguns dos seus objectivos: reunir artistas trabalhando à volta de uma mesma ideia, estabelecendo laços com pessoas, instituições e diferentes modos de expressão.



a inauguração - 5 de Maio


Produção Reitoria da Universidade de Lisboa, MAPA Associação Cultural | Concepção Carmo Romão | Realização e Coordenação Carmo Romão, Tiago Serpa | Design João Fonseca| Montagem Tiago Serpa, Eduardo Magalhães, Luis Inocentes, Carmo Romão Agradecimentos Teatro da Comuna