sexta-feira, 26 de março de 2010

Longevidade

Certo dia, instado a pronunciar-se sobre a idade das Oliveiras nesta zona do Alentejo, o Sr. José Boteta, agricultor autóctone na casa dos sessenta anos, retorquiu:

- Eh, companheiro, essas árvores aí têm para cima de uma moitona de anos, vá-se lá saber quantos?! Séculos! Ê sei lá... Então vocemecê não vê esses troncos? Isso leva séculos a fazer...

Alguns anos mais tarde, poucos, na "Alma e a Gente", José Hermano Saraiva dedicava um dos seus programas a estas mesmas árvores, localizadas na zona limítrofe da vila de Viana do Alentejo, atribuindo-lhes desde 300 a perto de 1000 anos. Companheiras de vinhas aqui existentes há muito, sobreviveram-lhes apesar de já muitas terem sido arrancadas para dar lugar a pastos, terrenos agrícolas, pomares, hortas e alguma construção.
A da foto, cá para mim, terá seguramente mais de quinhentos anos.

quinta-feira, 18 de março de 2010

A História do Movimento Anarquista em Portugal



Pier Francesco Zarcone esteve na Galeria Verney "Conversando" sobre o anarquismo português, esse desconhecido. E, pelo ar, foi uma conversa descontraída e divertida que passou rapidamente e gerou debate animado...

quarta-feira, 17 de março de 2010

O Movimento Anarquista em Portugal

Amanhã, quinta-feira 18 de Março às 16h00, na Galeria Verney, mais uma sessão "Conversar" integrada no ciclo Quintas-feiras Culturais. Desta feita, Pier Francesco Zarcone apresentará "O Anarquismo Português, esse desconhecido -Uma breve história". Uma conversa sobre o movimento anarquista em Portugal, as personalidades que o integraram, as acções que promoveu e as razões do seu quase desaparecimento da cena política do século XX português.

terça-feira, 16 de março de 2010

Limpeza/poda de Oliveira

É preciso "saber da poda" para se fazer este trabalho. E a complexidade é tão grande que é difícil encontrar duas pessoas com a mesma opinião quanto aos troncos a cortar.
Para além de haver 3 tipos base de podas nestas árvores, limpeza de chupões e ramos secos(a menos ofensiva para a árvore), poda de formação e estímulo de nova ramificação(vocacionada para a produção de azeitona e menos danosa para a árvore) e a poda para lenha(a mais agressiva do ponto de vista da árvore), no final de qualquer poda, uns acham que se cortou demais, outros de menos. Mas alguns cortes de limpeza são fundamentais para a saúde da árvore e outros, de formação e estímulo, para a produção de azeitona.
O trabalho documentado nestas imagens, efectuado esta manhã, é do 2º tipo.
Para além da limpeza, formação e estímulo de crescimento de novos ramos. Não terá produção pno 1º ano após o corte. Só no 2º ano após o corte e, melhor ainda, no 3º.
Estes dados são gerais e sujeitos a factores de clima.


A meio do trabalho encontrámos este ninho de rola com duas promessas. Lá ficaram em paz.

A forma final da oliveira, aliviada da ramagem velha. Daqui a 1 e a 2 anos fotografá-la-ei de novo e postá-la-ei aqui para que se veja o resultado.

Lindo dia de Sol! Finalmente...

terça-feira, 9 de março de 2010

2ª Ciclo de Cinema MAPA - A Revolução Espanhola e a Guerra Civil

11 de Março, na Rua da Junção do Bem, 64 em Oeiras às 21h15

Título : Land and Freedom
Actores: Ian Hart, Rosana Pastor, Andrés Aladren, Eoin McCarthy,
Frédéric Pierrot, Icíar Bollaín
Director: Ken Loach

Entrada Livre

Versão original sem legendas


Película claramente inspirada no épico livro "Homenagem à Catalunha", de George Orwell, começa e acaba na Inglaterra contemporânea, metáfora dum ataque aos valores conservadores desta sociedade. Morto o velho David, a sua neta encontra as cartas escritas por ele em Espanha nos anos 1936-37 à sua namorada. A leitura está acompanhada por cenas retrospectivas sobre a participação de David na revolução e guerra civil espanhola: Nas palavras do realizador, "um dos poucos momentos na história da humanidade nos quais um povo tomou o controlo sobre a sua vida"

segunda-feira, 8 de março de 2010

quarta-feira, 3 de março de 2010

Pedro José Martins na Casa da Imprensa

Na sequência da parceria entre a MAPA e a Casa da Imprensa, inaugura no próximo Sábado, dia 6 de Março pela 17h30m a exposição de Fotografia "Objectos Guardados" de Pedro José Martins e estão todos convidados para aparecer na Casa da Imprensa na Rua da Horta Seca, 20 em Lisboa (ao Largo do Camões). Haverá beberete, música e boa disposição. Venham descobrir os "Objectos Guardados" que Pedro José Martins resolveu revelar através da sua arte.

TíTULO: Objectos Guardados

AUTOR: PEDRO JOSÉ MARTINS

INAUGURAÇÃO: Sábado, dia 6 de Março às 17h30

Com participação musical de João Paulo Oliveira

PATENTE AO PÚBLICO: De 6 a 19 de Março.

HORÁRIO: Segunda a Sexta - entre 9h30 e 19h30

“... numa pequena mostra de recolha de objectos que fazem parte da minha história e que

apesar de escondidos dentro de caixas ou gavetas que não se abrem, traduzem memórias, viagens,

colecções, podendo com eles também recriar uma narrativa, uma história improvisada no momento de fotografar. “

Pedro J. Martins

segunda-feira, 1 de março de 2010

Melodious (people)






2º Ciclo de Cinema MAPA "A Revolução Espanhola e a Guerra Civil"


5ª feira, dia 4 de Março, 21h15m na Rua da Junção do Bem, 64 em Oeiras
Entrada Livre

La Hora de los Valientes
Actores: Gabino Diego , Leonor Watling, Adriana Ozores
Director: Antonio Mercero

(Versão original em Espanhol sem legendas)


A história de Manuel, um anarquista que trabalha no museu do Prado, entusiasta de Goya. O seu trabalho é embalar as obras de arte do museu que devem ser transferidas para Valência pelo perigo que correm em Madrid, constantemente bombardeada pelos franquistas. Uma película que mostra a vida da gente de Madrid durante a guerra civil e a luta de um jovem para preservar a beleza da arte de Goya em contraponto com a violência e o horror da guerra que o próprio Goya também retratou...