quinta-feira, 11 de outubro de 2012

AMNISTIA INTERNACIONAL


Violência contra mulheres indígenas no Canadá





Cerca de 600 mulheres indígenas estão desaparecidas ou foram assassinadas no Canadá, durante os últimos 30 anos.


 O racismo, pobreza e marginalização são alguns dos fatores que contribuem para a violência. As profundas desigualdades nas condições de vida e de acesso a serviços governamentais por parte das mulheres indígenas contribuem para que não lhes seja concedida uma proteção adequada por parte da polícia ou dos serviços do governo.

Uma das vítimas foi uma jovem estudante de 19 anos que sonhava tornar-se professora. A 12 novembro de 1971 foi sequestrada, agredida sexualmente e assassinada por quatro homens. O inquérito a este caso revelou-se desleixado e racialmente comprometido refletindo-se num período de 15 anos até que alguém fosse levado à justiça. Os serviços de polícia do Canadá têm falhado em adotar políticas ou protocolos específicos para assegurar uma resposta eficaz e imparcial ao assassinato e desaparecimento de mulheres indígenas.

Apoiar causa:   Amnistia Internacional


Sem comentários: